21 de set de 2009

graça que eu não compreendo...

Hoje posso ver a luz. Por muito tempo estive naquele lugar escuro. Por pura opção? Talvez. Nunca haviam me dito que existia outro lugar além de lá, então me acostumei com toda aquela frieza, solidão, indiferença. Tudo parecia tão normal e aceitável, eu conhecia cada centímetro daquela cela, nada era novo, nada.
- Ei, veja! Meu coração está batendo novamente! Estou sentindo o sangue correr pelo meu corpo. Mas espere, esse sangue não é meu. Só sei que ele me dá forças, tenho esperanças outra vez. Uma lágrima escorre pelo meu rosto por ver a luz novamente. E ao sair finalmente daquele lugar:
- Quem pagou a fiança? E pensei como alguém poderia tirar toda a minha culpa, e se importar comigo mesmo depois de tudo que eu fiz. Com um sorriso amoroso alguém responde:
- Não se preocupe toda sua dívida foi paga. Por um alto preço.

[Porque Cristo, estando nós ainda fracos, morreu a seu tempo pelos ímpios.
Romanos 5.6]

2 comentários:

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

belo Texto, achei lindo.
não importa onde estamos ou o'que passamo, Jesus verdadeiramente nos AMA.
Na tristeza, na fome, na dsgraça, etc.. não importa aonde nós estivermos, O Senhor sempre nos ajudará a sair do Obscuro..

parabéns pelo Texto.